Hemose: Visita sensibiliza estudantes para doação de sangue durante Carnaval

Nesta quarta-feira, 20, estudantes do curso técnico em enfermagem do Centro de Estudos Grau Técnico realizaram uma visita técnica ao Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). O grupo conheceu o funcionamento dos processos de relativos ao ciclo do doador e as aéreas técnicas, onde o sangue passa por análises e testes antes da liberação dos hemocomponentes para transfusão nos hospitais.

“Esses momentos são importantes para estreitarmos os laços de parceria, onde colaboramos com o aprendizado dos alunos e fazemos a sensibilização sobre a importância de ser um doador regular de sangue”, destacou a gerente de Captação da unidade de hemoterapia, Rozeli Dantas.

Ela também aproveitou o momento para reforçar o convite para que todos possam colaborar  com o serviço durante o período que antecede o Carnaval. “Estamos nos aproximando do feriado prolongado da festa de Momo, e, todos os grupos que estão buscando informações, falamos da necessidade de aumentar as doações, para garantir os estoques de todos os grupos sanguíneos nesse feriado com grande movimentação nas estradas”, lembrou.

Durante a visita o grupo conheceu o laboratório de Sorologia. A biomédica Nealda Michelly Barbosa Ferro Lima explicou que o serviço realiza a pesquisa de algumas doenças infecciosas, a exemplo do HIV, Hepatite B e C, Doença de Chagas, HTLV e Sífilis. “Além dos testes sorológicos realizados no Hemose, tem ainda o teste do Acido Nucleico, de alta sensibilidade que diminui a janela imulógica para verificar a presença dos vírus da hepatite C e HIV. Esse  teste é encaminhado para o hemocentro da Bahia”, explicou a profissional.

Já o laboratório de Imunohematologia do Doador, a gerente do setor, a biomédica Ana Paula Prata, relatou que antes de qualquer transfusão de sangue são realizados testes para verificar a compatibilidade entre a bolsa de sangue doada com o paciente que passará pela transfusão. “Aqui é realizado testes como ABO, tipagem sanguínea, fator Rh e prova reversa. Os testes de segurança visam amenizar possíveis reações à transfusão sanguínea”, justificou.

Doação

Estão aptos a doar sangue candidatos em bom estado de saúde, idade entre 16 anos e 69 anos, peso acima de 50 quilos. Menor de 18 anos somente com termo de autorização dos pais ou responsável legal. É necessário portar documento de identidade original, com foto, válido em todo território nacional. Mais detalhes sobre o serviço de doação, palestras e hemotur, através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.