Nova diretora da Fundação Parreiras Horta participa de reunião apresentação no Hemose

Pela primeira vez desde a sua criação, a Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH) conta com uma mulher, como diretora geral, trata-se de Luciana Cândida Déda Chagas de Melo. Nesta  segunda-feira, 22,  a nova gestora participou de uma reunião apresentação, para conhecer a instituição e os serviços do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), o Laboratório Central de Saúde Pública (Lacen) e o Serviço de Verificação de Óbitos (SVO), unidades gerenciadas pela fundação.

 

 

Na ocasião o diretor geral interino da FSPH, Jorge Kleber Soares Lima, ao apresentar a nova gestora, ressaltou a importância dos serviços realizados por meio das unidades. “Quando assumimos a Parreiras Horta, em fevereiro, nosso propósito foi de assegurarmos a prestação de serviços de qualidade para todo o público. Tenho certeza, que diante da experiência administrativa que possui, Luciana fará um excelente trabalho a frente da gestão da Fundação”, frisou Jorge.

 

 

Durante a reunião Luciana Déda comentou sobre suas experiências na gestão pública estadual e mostrou confiança frente ao desafio no comando de serviços de saúde, ofertados pelo Hemose, Lacen e SVO. “Nos órgãos e instituições onde trabalhei meu compromisso é de uma gestão transparente e participativa. Quero contar com o apoio de todos para realizar um trabalho conjunto e assim evidenciarmos a importância social de todos os serviços prestados pelas unidades sob a gestão da Parreiras Horta”, salientou a diretora.

 

 

Acompanhada pela superintendente do Hemose, Erivalda Gonçalves Barreto e pelo diretor Administrativo Financeiro da Fundação, Guilherme Maia, Luciana Déda, percorreu o hemocentro para conhecer as áreas técnicas do ciclo do sangue, composta pelos laboratórios de Imunohematologia do Receptor, do Doador, Sorologia, além da Produção e Dispensação de Sangue e Hemocomponentes.

 

 

No ciclo do doador os gestores passaram pelo Cadastro, Pré-triagem, Triagem clinica, sala de Coleta e lanchonete do doador, finalizando no ambulatório da unidade, setor que presta atendimento transfusional a pacientes oncológicos e usuários portadores de doenças hematológicas, como hemofilia, anemia falciforme, doença de Gaucher, Won Willebrand, dentre outras enfermidades.

 

 

Sobre a gestora

 

 

Luciana Déda é formada em Direito pela Universidade Tiradentes (Unit), com atuação nas áreas civil e trabalhista. A gestora acumula vasta experiência administrativa com atuação na Secretaria de Estado da Justiça e da Cidadania (Sejuc), onde ocupou o cargo de secretaria adjunta e no Departamento Estadual de Trânsito de Sergipe (Detran/SE), como diretora de Atendimento e Credenciamento e presidente do órgão, também foi vice presidente da Associação Nacional dos DETRANs (AND), regional Nordeste.