Author Archives: hemoseadm

Voluntários celebram Dia Mundial do Doador com forró e quadrilha no Hemose

O som do forró e a apresentação de quadrilha deu o tom da festa realizada no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) em homenagem ao Dia Mundial do Doador de Sangue. A ação nesta sexta-feira, 14, além de celebrar os doadores teve como intuito destacar a importância da doação de sangue como um ato regular.

A comemoração da integração reuniu servidores, gestores, doadores, campanhas fidelizadas, que aproveitaram as festividades no ritmo da música de Joseane DyJosa e Jailson do Acordeon. “Foi um dia especial dedicado a homenagear o gesto de todos os doadores cadastrados ao serviço. É importante destacar que esse gesto possa se repetir sempre, para que o Hemose junto com todos os profissionais que aqui trabalham, possam colaborar com o atendimento dos pacientes que necessitam do sangue nos hospitais”, frisou a diretora geral da Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH), Luciana Déda.

Os amigos Johon Lennon Brito, A positivo e Otavio Luis Santos Freire, B positivo, participaram da festa. “Viemos doar como sempre fazemos e encontramos essa festa. Achei bonito essa homenagem para todos os doadores”, disse Brito. Técnica de enfermagem, Claudia Valeria Andrade de Oliveira, também colaborou com o serviço. “Muito bonito”, acrescentou.

Durante o dia os doadores os grupos Chicleteiro Sangue Bom, Mãos Unidas pra Ajudar de Lagarto e voluntários da Associação Gloriense de Doadores de Sangue. “Minha filha faz parte da associação e hoje a gente veio doar e trazer a quadrilha da escola para se apresentar”, contou Gedalva Leite.

Valdete Araújo Santos Santana realizou a doação de sangue acompanhada da filha, Valéria Araújo Santos Santana. Elas participaram da campanha do grupo fidelizado Mãos Unidas pra Ajudar, junto com outros 46, voluntários. “Nosso grupo realiza campanhas a cada quatro meses. Entendemos que com essa ação estamos fazendo o bem para outras centenas de pessoas que aguardam por uma bolsa de sangue nos hospitais”, comentou Rosália Araújo, que coordena a ação.

Para gerente de Ações Estratégicas do Hemocentro de Sergipe, Rozeli Dantas, as celebrações representam momentos de integração e valorização. “Todos estão de parabéns por estarem aqui hoje, por vim doar e principalmente por tratar esse gesto como uma responsabilidade social”, salientou a assistente social.

Campanha

O Hemose prossegue com a campanha dos Festejos Juninos 2019, até o próximo dia 28 de julho. A proposta da ação é ampliar as doações para manutenção dos estoques de todos os grupos sanguíneos, A, O, B e Ab positivo e negativo. “Queremos convidar todos em bom estado de saúde, com 16 a 69 anos de idade e peso superior a 50 quilos para vim realizar sua doação de sangue”, concluiu Rozeli Dantas.

Hemose realiza programação artística para festejar o Dia Mundial do Doador de Sangue

Nesta sexta-feira, 14 de junho é celebrado o Dia Mundial do Doador Voluntário de Sangue. Para comemorar a data o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) realiza a partir das 8h30, na recepção da unidade, uma programação especial com acolhimento aos voluntários, apresentação artística da cantora Joseane DyJosa e Jailson do Acordeon, e as campanhas de grupos fidelizados, Chicleteiro Sangue Bom, Mãos Unidas Pra Ajudar de Lagarto e Igreja Batista da Graça.
A celebração faz parte da programação das campanhas dos Festejos Juninos, durante o mês de junho e tem como objetivo promover a conscientização sobre a importância da doação de sangue e realizar a manutenção dos estoques de todos os grupos sanguíneos, A, O, B e Ab, positivo e negativo. “Essa homenagem é para agradecer o compromisso de todos os voluntários que adotaram a doação de sangue como uma responsabilidade pessoal através do ato de doar regularmente”, destaca a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas.
De acordo com a gestora a coleta, o fracionamento e a distribuição do sangue e seus hemocomponentes, plaquetas, hemácias e plasma atende a demanda transfusional na rede hospitalar do Estado. “Aproveitamos a data para convidar todos os doadores a se somar a essa causa, especialmente nesse período em que temos que preparar o estoque de segurança para os atendimentos decorrentes das festividades do São João e São Pedro”, justifica a assistente social.
O Hemocentro de Sergipe conta com um cadastro de 168.119 voluntários que realizam no mínimo uma doação ao ano. A instituição atende 36 unidades, dentre hospitais e maternidades da rede pública e conveniada que efetua transfusão sanguínea. Conforme dados estatísticos essas unidades realizam uma média mensal de pouco mais de duas mil transfusões de sangue.
Para doar sangue é preciso está bem de saúde, ter idade entre 16 a 69 anos e peso acima de 50 quilos. No dia da doação o voluntário deve comparecer ao serviço bem alimentado, também é necessário na noite anterior à doação ter um repouso mínimo de seis horas, não ingerir bebidas alcoólicas nas ultimas doze horas e evitar fumar por pelo menos duas horas. Mais detalhes sobre o serviço através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.
Data
Em 2004 a Organização Mundial da Saúde (OMS) denominou o dia 14 de junho como Dia Mundial do Doador de Sangue. A data foi escolhida em homenagem aniversário de Karl Landsteiner, imunologista austríaco, responsável por descobrir o fator Rh e identificar diferenças entre os diversos tipos sanguíneos humanos.
O Quê: Celebração do Dia Mundial do Doador de Sangue no Hemose
Quando: 14 de junho, Sexta-Feira
Horário: 8h30
Local: Hemocentro de Sergipe, localizado na Avenida Variante 1, s/n, Bairro Capucho, no Centro Administrativo Governador Augusto Franco,  vizinho ao Hospital de Urgência de Sergipe – Huse.

Ação com participação de recrutas do Exército antecipa homenagem ao Dia do Doador

Cerca de trinta e cinco recrutas do 28º Batalhão de Caçadores (BC) do Exército Brasileiro colaboraram com a doação de sangue no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose)  nesta quinta-feira, 13. “O Exército realiza todos os anos essa campanha nacional para comemorar o Dia Mundial do Doador de Sangue, no dia 14 de junho. Essa é uma ação que dignifica a instituição, seus membros e ajuda de alguma forma aqueles que necessitam”, comentou o capitão João Bezerra, do setor de comunicação.
A campanha reuniu doadores como Nataniel Macena dos Santos e iniciantes que doaram sangue pela primeira vez. “Já tinha ouvido falar, mas, não consegui arrumar tempo, o serviço militar foi a oportunidade”, disse o novo doador ao justificar. “Achei interessante porque temos que ajudar sempre”.
Para Roseval Fernande da Silva, portador do sangue O negativo, o dia foi de festa. Ele passou a  entender a importância da doação e de seu grupo sanguíneo. “Eu não sabia dessa necessidade de sangue Rh negativo e que meu sangue serve para qualquer pessoa. Estou satisfeito em está aqui e doar”, disse o jovem.
De acordo com a gerente de Coleta, Florita Aquino, a doação de sangue deve ser um ato frequente na vida dos cidadãos. “Sempre estamos falando sobre essa necessidade por sangue. Depois de coletado, das analises sorológicas e fracionado, o sangue atende procedimentos cirúrgicos, pacientes portadores de enfermidades do sangue como a anemia falciforme, as anemias agudas, leucemias e os tratamentos oncológicos”, explicou a enfermeira.
Serviço
Para ser um doador de sangue é preciso estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos de idade, ter mais de 50 quilos e apresentar um documento oficial com foto. Os menores de 18 anos precisam apresentar o termo de consentimento assinado pelos pais ou responsável legal. O documento está disponível para download no site do Hemose: www.hemose.se.gov.br. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Campanha Mãos Solidárias mobiliza estudantes do Centro de Excelência Jonas Amaral

A ação do Clube de Protagonismo Mãos Solidárias do Centro de Excelência Jonas Amaral do Nossa Senhora do Socorro reuniu 45 estudantes do Ensino Médio no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). A campanha teve como objetivo colaborar com os estoques de sangue e estimular o ato da doação entre o público estudantil.

Tamires Santana da Costa e Maraiza Santos Santana, da comissão de organização do Mãos Solidárias relataram que a doação de sangue faz parte das ações sociais realizadas pelos estudantes. “Começamos a doação de sangue em 2018, para despertar nos colegas o conhecimento da importância do serviço. Queremos incentivar essa pratica na vida de todos”, enfatizaram ao explicar que o clube também arrecada alimentos e produtos de higiene para ajudar instituições de acolhimento a idosos e crianças.

“Participar dessa ação do bem que vai ajudar pacientes nos hospitais”, comentou a doadora Thamara Mota dos Santos. Para Sara Brunely Almeida Santos Rosa e Gabriel dos Santos Souza, a campanha foi a oportunidade de realizar a primeira doação de sangue. “Estamos aqui para ajudar a salvar vidas”, afirmaram os adolescentes.

A campanha faz parte da programação de atividades para o mês de junho, período do ano, em que o hemocentro costuma registrar a redução de cerca de 30% no número de comparecimento de voluntários a unidade. “A celebração do São João e São Pedro é uma tradição nos Estados Nordeste, e Sergipe está inserido nesse contexto. Temos o aumento do fluxo de veículos nas rodovias para aproveitar as festas ou em viagem de férias”, lembrou a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas.

Conforme ainda a assistente social, as parcerias com grupos e instituições em datas comemorativas desenvolve papel essencial para o serviço de doação de sangue. “Queremos agradecer a todos que decidiram se somar a essa causa humanitária e agendaram suas campanhas para junho. Estamos aguardando o contato para novos agendamentos”, convidou Rozeli.

Doação

A doação de sangue é um procedimento seguro, acompanhado por profissionais de saúde capacitados. Todo o material utilizado na coleta é descartável. Doar sangue não faz mal à saúde, não afina nem engrossa o sangue, não engorda nem emagrece e não vicia. O organismo repõe entre dois e três dias, a quantidade de sangue doada. O Hemose funciona diariamente de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. Mais informações através dos telefones (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Hemose inicia cronograma de capacitação em hemoterapia para ato transfusional

FSPH, HEMOSE

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) unidade da Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH) realizou nesta segunda-feira, 10, o curso de capacitação para uniformização dos procedimentos relativos ao ato transfusional. A atividade coordenada pela gerência da Hemorrede reuniu mais de cem profissionais da área de enfermagem no auditório do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse).

Dentre os temas destacados a solicitação nominal de transfusão de sangue, os testes laboratoriais, o monitoramento do procedimento e o transporte de hemocomponentes para os hospitais que prestam serviços de hemoterapia. “A transfusão segura faz parte do protocolo de segurança do paciente do Ministério da Saúde e a realização dessas capacitações tem o intuito de trazer informações e provocar questionamentos para que possamos esclarecer as duvidas sobre o ato transfusional”, destacou enfermeiro, Rodrigo Damasceno.

Conforme a gerente do serviço, Mariamália Newton Andrade, anualmente o hemocentro organiza capacitações destinadas aos profissionais que atuam diretamente com o procedimento transfusional.  Ela lembrou ainda que as atividades para captação de doadores devem ser feita junto aos familiares dos pacientes. “Esse trabalho deve contar com o apoio de todos os profissionais envolvidos com a transfusão. A equipe da Hemorrede iniciou com as visitas técnicas no primeiro quadrimestre do ano junto as unidades hospitalares, para mapear as principais necessidades e juntos trabalharmos para uniformizar os procedimentos com o cumprimento dos fluxos e assim cumprir os critérios técnicos orientados pelo Ministério da Saúde e Agência Nacional de Vigilância Sanitária”, salientou a médica.

Na última parte da capacitação o biomédico Jandson Marques falou sobre a metodologia de placa em gel, utilizada no laboratório de Imuhematologia do hemocentro de Sergipe para os testes laboratoriais realizados nas bolsas de sangue compatibilizadas para transfusão. “A tipagem ABO, fator Rh, as provas de compatibilidade e a pesquisa de anticorpos irregulares são testes dos testes realizados para buscar uma bolsa compatível com o paciente. Esse procedimento é necessário antes de realizar a transfusão, por isso que a coleta da amostra do sangue do paciente deve ser criteriosa”, frisou.

Curso

A próxima turma do curso em capacitação em hemoterapia para profissionais de enfermagem, promovido pelo Hemose acontece no dia 17 de junho, no horário das 14h às 17h, no auditório do Huse.  Mais informações através do telefone: (79)3225-8000, Ramal – 8071 e pelo e-mail: cida.fernandes@fsph.se.gov.br.

Integrantes da Guarda Municipal de Estância colaboram com doação de sangue

Os agentes da Guarda Municipal de Estância realizaram uma campanha para doação de sangue no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). A ação solidária de exercício a cidadania visa contribuir com os estoques de sangue durante o mês de junho, período de recomposição de todos os grupos sanguíneos O, A, B e Ab positivo e negativo.
Segundo o guarda municipal, Adriano Santo Dias, responsável pela mobilização, a campanha defende os princípios de cidadania que são interligados ao desempenho de atividades da Guarda Municipal. “Pelos menos três vezes ao ano organizamos essa ação junto aos colegas para doação de sangue conjunta”, informou ao enfatizar. “Nossa campanha tem um único fim, ajudar ao próximo”, pontuou.
O guarda Eclésio Dos Santos decidiu se voluntariar para fazer sua primeira doação de sangue. “Eu já tinha vontade de doar faz tempo, mas sempre surgia imprevistos ou então eu desistia num ultimo momento. Hoje aqui no Hemose eu percebo o quanto a doação é importante”, comentou.  “Surgiu à oportunidade e vim realizar minha primeira doação de sangue”, completou o guarda, Edelvandro Costa Ribeiro.
De acordo com a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas, as campanhas de parceiros fidelizados são programadas para acontecer mensalmente. Ela lembra que junho é um mês onde a gerência de Captação busca ampliar as parcerias com instituições e grupos de voluntários fidelizados em função das festas juninas.  “Monitoramos diariamente os estoques de sangue e a depender da necessidade agendamos as campanhas para períodos de maior necessidade como, as semanas que antecedem as festas de São João e São Pedro”, justificou. “Estamos trabalhando para ultrapassar 120 doações ao dia”, salientou a assistente social.
Critérios para doar
Para doar sangue é preciso está em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos, comparecer ao serviço bem alimentado e apresentar documento oficial com foto, válido em todo território nacional. No dia anterior a doação de sangue é preciso dormir pelo menos 6 horas, e não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecede o procedimento. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Bombeiros Civis realizam campanha para doação de sangue

Matheus Johnata, 20 anos, realizou a primeira doação de sangue e Cláudio Sergio, 26, renovou a doação. Os bombeiros civis  integrantes da campanha Impacto Aula Show, de Nossa Senhora do Socorro e Pirambu participaram da  mobilização de voluntários ao Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) com o propósito de ajudar a salvar vidas.
A campanha se somou as outras ações programadas para acontecer no mês de junho, mês de comemoração dos festejos juninos. “Até o momento temos 20 campanhas agendadas, todas com a mesma finalidade colaborar com os estoques de todos os grupos sanguíneos, O, A, B e Ab positivo e negativo”, destacou a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas.
Conforme a  assistente social, relatou que por conta dos festejos juninos o hemocentro amplia a captação através de doadores e parceiros fidelizados, que colaboram com regularidade com o serviço. “Junho tem as comemorações de São João e São Pedro, com muitos shows espalhados pelo Estado, e com as festas aumenta o número de pessoas nas rodovias e o consumo de bebidas alcoólicas”, avisou.
Vale ressaltar que a doação é um ato simples e para ser apto a doar o voluntário deve estar dentro de alguns critérios determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde (MS) que visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue.
Serviço
Para doar sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos, estar bem alimentado, ter peso superior a 50 quilos e portar documento de identificação com foto. No dia da doação é necessário comparecer ao serviço bem alimentado. Com relação aos impedimentos temporários a pessoas que fez tatuagem precisa aguardar um ano após o último procedimento para doar sangue.

 

Membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia iniciam campanha para doação de sangue

O estoque de sangue do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) ganhou importante reforço nesta quinta, 6, com a ação solidária de trinta voluntários da Igreja Adventista do Sétimo dia, da colônia Sergipe no município de Indiaroba. A campanha do grupo faz parte das atividades da Base Life, atividade social para evangelização organizada pela congregação.
Para o grupo o dia foi muito especial, marcou a abertura da campanha junto ao Hemose, que contará com outros grupos ao longo do mês. “Este é um momento muito importante, que esperamos repetir em outros momentos. Sabemos que tem muitas pessoas necessitando de nosso apoio para sobreviver”, ressaltou Leonan Maciel, que coordenou o grupo.
Doador consciente o jovem Pedro Vinicius colaborou mobilizando o grupo e doando sangue. Para ele a inspiração para doação de sangue vem da doação de Jesus Cristo pregado na cruz. “Cristo doou seu sangue, sua vida por todos, devemos usar seu exemplo de amor incondicional para ajudar aqueles que necessitam”, disse.
A gerente de Ações estratégicas do Hemose, a assistente social Rozeli Dantas parabenizou a todos pela colaboração com as doações de sangue e também por estimular a fidelização do ato solidário no Estado. “A Igreja Adventista é um importante parceiro do serviço. A iniciativa deles ajuda nosso trabalho de conscientização da população sobre a importância do ato regular da doação de sangue”, destacou.
Ela informou ainda que a ação da igreja integra a programação de campanhas do Hemocentro de Sergipe relativas ao mês de junho, com o objetivo de mobilizar e estimular as doações de sangue durante os festejos juninos, com destaque para a celebração de São João e São Pedro.  “Esse é um período de cuidado por isso, trabalhamos preventivamente, para abastecer os estoques para o atendimento da demanda transfusional regular e para eventuais necessidades decorrentes de acidentes”, alertou.
Serviço
Para ser um doador de sangue é preciso estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos de idade, ter mais de 50 quilos e apresentar um documento oficial com foto. Os menores de 16 e 17 anos precisam apresentar o termo de consentimento assinado pelos pais ou responsável legal. O documento está disponível para download no site do Hemose: www.hemose.se.gov.br. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Hemose inicia campanha para ampliar estoques de sangue durante festejos juninos

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), unidade gerida pela Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH), deu início nesta quarta-feira, 5, a campanha junina para ampliação das doações de sangue ao longo do mês de junho. A programação conta com a parceria de grupos fidelizados, palestras educativas, coletas externas de sangue que acontecerão no Ministério Público Estadual (MPE), Tribunal de Justiça de Sergipe (TJ) e a comemoração do Dia Mundial do Doador de Sangue, celebrado em 14 de junho.
Pela manhã  a unidade recebeu cerca de 40 alunos dos alunos do Colégio  Estadual  Raimundo Araújo e da Escola Municipal Durval Militão do município de  Salgado que colaboraram com a doação de sangue. “Decidi participara incentivada pelo projeto da escola e, especialmente do meu professor”, relatou Mirelly Santos Rosendo.
urando estimular a doação desses jovens”, disse ao acrescentar. “Em todas as turmas em que leciono faço questão de falar sobre o tema”, frisou.

De acordo com a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas, a proposta da campanha é mobilizar e estimular as doações de sangue durante os festejos juninos, com destaque para a celebração de São João e São Pedro. A meta para o período é atingir 120 doações ao dia.  “No mês de junho reforçamos o trabalho de captação de doadores e também homenageamos o gesto altruísta do doador voluntário de sangue responsável por salvar vidas diariamente”, destacou.
A campanha junina visa ainda reforçar o estoque de segurança do hemocentro para o atendimento transfusional da rede hospitalar do Estado. Vale lembrar que em períodos festivos os serviços de urgência tem o aumento da demanda por sangue e no Hemose, há uma redução no número de comparecimentos ao serviço. “Nessas festas ocorre uma mudança de hábito como, o do aumento do consumo de bebidas alcoólicas e a redução no horário de repouso, fatores que impedem a doação de sangue”, explicou a assistente social.
Serviço
Para ser um doador de sangue é preciso estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos, ter mais de 50 quilos, apresentar um documento oficial com foto e comparecer ao serviço bem alimentado. Os menores de 18 anos precisam apresentar o termo de consentimento para menores que está disponível para download no site: www.hemose.se.gov.br. Mais informações através dos telefones (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.
Sensível à causa o professor Jailson Barbosa Silva informou que o projeto realizado nas duas unidades escolares, tem como objetivo despertar o interesse dos alunos pela doação de sangue. “A cada três meses realizamos um chamamento nas escolas procurando estimular a doação desses jovens”, disse ao acrescentar. “Em todas as turmas em que leciono faço questão de falar sobre o tema”, frisou.
De acordo com a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas, a proposta da campanha é mobilizar e estimular as doações de sangue durante os festejos juninos, com destaque para a celebração de São João e São Pedro. A meta para o período é atingir 120 doações ao dia.  “No mês de junho reforçamos o trabalho de captação de doadores e também homenageamos o gesto altruísta do doador voluntário de sangue responsável por salvar vidas diariamente”, destacou.
A campanha junina visa ainda reforçar o estoque de segurança do hemocentro para o atendimento transfusional da rede hospitalar do Estado. Vale lembrar que em períodos festivos os serviços de urgência tem o aumento da demanda por sangue e no Hemose, há uma redução no número de comparecimentos ao serviço. “Nessas festas ocorre uma mudança de hábito como, o do aumento do consumo de bebidas alcoólicas e a redução no horário de repouso, fatores que impedem a doação de sangue”, explicou a assistente social.
Serviço
Para ser um doador de sangue é preciso estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos, ter mais de 50 quilos, apresentar um documento oficial com foto e comparecer ao serviço bem alimentado. Os menores de 18 anos precisam apresentar o termo de consentimento para menores que está disponível para download no site: www.hemose.se.gov.br. Mais informações através dos telefones (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Alunas de curso técnico em enfermagem colaboram com doação de sangue

Nesta terça-feira, 4, estudantes do curso técnico em enfermagem do Centro de Estudos São Lucas, participaram do programa Visita Técnica realizado no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose).  Sensibilizada com as informações, Mylena Alves, colaborou com a doação de sangue. “Achei importante conhecer as etapas e saber como o serviço é feito, vai contribuir muito com meu aprendizado e meu estágio”, disse.
Raiane Caroline Ribeiro Carvalho, que cursa o 2º período, avaliou a visita como uma experiência prática do serviço de hemoterapia. “Foi uma aula sobre o que acontece com o sangue, desde o momento que o doador chega até os componentes desse sangue ser liberado com segurança para atender os pacientes nos hospitais”, comentou.
Durante a visita, as alunas do curso técnico em enfermagem percorreram os setores de cadastro, pré-triagem, triagem clinica e sala de Coleta. Na etapa seguinte o grupo conheceu os nos laboratórios onde são realizados testes sorológicos, a separação dos componentes sanguíneos, plaquetas, hemácias e plasma e a dispensação do sangue para rede hospitalar do Estado.
Conforme a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas, a atividade inserida na programação de atividades do mês de junho, tem como finalidade, a formação de multiplicadores sobre a importância da doação de sangue.  “Nessas visitas orientadas pelos profissionais e estagiários da unidade, os estudantes tem a oportunidade de conhecer o passo a passo da coleta de sangue, assim como os laboratórios onde o sangue é fracionado para transfusão sanguínea nos pacientes”, salientou.
Serviços
O Hemocentro de Sergipe disponibiliza para o público os serviços de agendamento de campanhas para doação de sangue, palestra, cadastro de medula óssea e visitas técnicas. Para saber como realizar as solicitações basta entrar em contato com a gerência de Ações Estratégicas. A unidade funciona diariamente de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.