Author Archives: hemoseadm

Alunas de curso técnico em enfermagem colaboram com doação de sangue

Nesta terça-feira, 4, estudantes do curso técnico em enfermagem do Centro de Estudos São Lucas, participaram do programa Visita Técnica realizado no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose).  Sensibilizada com as informações, Mylena Alves, colaborou com a doação de sangue. “Achei importante conhecer as etapas e saber como o serviço é feito, vai contribuir muito com meu aprendizado e meu estágio”, disse.
Raiane Caroline Ribeiro Carvalho, que cursa o 2º período, avaliou a visita como uma experiência prática do serviço de hemoterapia. “Foi uma aula sobre o que acontece com o sangue, desde o momento que o doador chega até os componentes desse sangue ser liberado com segurança para atender os pacientes nos hospitais”, comentou.
Durante a visita, as alunas do curso técnico em enfermagem percorreram os setores de cadastro, pré-triagem, triagem clinica e sala de Coleta. Na etapa seguinte o grupo conheceu os nos laboratórios onde são realizados testes sorológicos, a separação dos componentes sanguíneos, plaquetas, hemácias e plasma e a dispensação do sangue para rede hospitalar do Estado.
Conforme a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas, a atividade inserida na programação de atividades do mês de junho, tem como finalidade, a formação de multiplicadores sobre a importância da doação de sangue.  “Nessas visitas orientadas pelos profissionais e estagiários da unidade, os estudantes tem a oportunidade de conhecer o passo a passo da coleta de sangue, assim como os laboratórios onde o sangue é fracionado para transfusão sanguínea nos pacientes”, salientou.
Serviços
O Hemocentro de Sergipe disponibiliza para o público os serviços de agendamento de campanhas para doação de sangue, palestra, cadastro de medula óssea e visitas técnicas. Para saber como realizar as solicitações basta entrar em contato com a gerência de Ações Estratégicas. A unidade funciona diariamente de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Hemose intensifica captação de doadores de plaquetas por Aférese

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), está convidando os doadores de sangue para realizar a doação de plaqueta pelo método de Aférese.  O procedimento é muito parecido com a doação de sangue convencional, a diferença está no auxílio do equipamento de Aférese, em que o doador é conectado através de punção venosa em um dos braços. Por centrifugação a máquina separa o sangue do doador e retira somente as plaquetas, e devolve as demais células ao organismo.
De  acordo com dados da gerência de Ações Estratégicas do hemocentro, no último mês de maio foram realizadas 32 captações de voluntários candidatos a doação por Aférese, com um saldo total de 19 doações efetivadas.
As plaquetas são responsáveis pela coagulação sanguínea, por isso que as pessoas portadoras de coagulopatias, distúrbios de coagulação, como hemofílicos, e pacientes com leucemia e câncer que fazem tratamento com radioterapia ou quimioterapia ou que sofrem com hemorragias graves necessitam de grande quantidade desse componente do sangue em seus tratamentos.
“Essa é uma doação segura e simples, semelhante a uma doação de sangue total, e tem como principal objetivo garantir o melhor aproveitamento da plaqueta coletada. A reposição da plaqueta retirado do organismo é rápida, ocorre em torno de 48 horas após a doação”, informou o enfermeiro, Reinaldo Almeida.
Qualquer pessoa que faz a doação de sangue no método convencional pode fazer a doação por aférese. Para isto, basta comparecer ao setor de Captação do Hemose para realizar seu agendamento. “Havendo horário disponível, ele é atendido de imediato. Caso contrário, o voluntario recebe as orientações e tem sua doação agendado para outro horário”, explica a gerente de Captação Rozeli Dantas. “É importantes esclarecer que só pode ser um doador por aférese, o candidato já tenha feito pelo menos uma doação de sangue no método convencional, no Hemocentro”, detalhou a assistente social.
Critérios
Para ser apto a doação de plaquetas por aférese é preciso ser um doador de sangue regular, ou seja, o indivíduo que doa a cada três ou quatro meses. Ter de 18 a 60 anos de idade, pesar acima de 60 quilos, possuir um bom acesso venoso e apresentar contagem plaquetária acima de 230.000mm3, esse exame é realizado no dia da doação plaquetaferése. Mais informações através dos telefones: (79)3225-8039 e 3259-3174.

 

Hemose recebe atletas da Taekwondo para doação de sangue

Atletas da Associação Sport Life Taekwondo realizaram uma campanha para contribuir com o serviço de doação de sangue. A iniciativa solidária realizada no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose)com o objetivo de colaborar com os estoques de sangue, O, A, B e Ab positivo e negativo, reuniu cerca, jovens de Itaporanga D’Ajuda e Aracaju.
Segundo o mestre Júlio Paixão, a doção do grupo foi a pedido de uma das atletas Andressa Lopes. “Ela viu nas redes sociais que o Hemose está precisando de sangue Rh negativo. Reunimos os alunos da associação para vim doar. Aqueles que não puderam doar se comprometeram em convidar um familiar ou amigo”, explicou ao destacar. “Essa será a nossa contribuição com a vida e com o próximo”, ressaltou ao avisar que pretende organizar outras ações solidárias com os atletas.
No grupo o doador universal do sangue O negativo, o atleta Carlos Miller Pinheiro. Para ele a doação simboliza o compromisso com todas as pessoas que precisam de sangue nos hospitais. “Estamos aqui para dá o nosso melhor”, lembrou. Andressa Lopes, idealizadora da proposta de doação com a participação dos atletas da Associação Sport Life, não escondeu a satisfação. “É algo simples e muito importante”, comentou a jovem.
De acordo com a gerente de Ações Estratégicas do hemocentro, Rozeli Dantas, a ação da Associação é uma forma de despertar na sociedade o sentimento de responsabilidade social para a doação de sangue. “Essa parceria com a academia Sport Life nos alegra. É um gesto importante que partiu de um atleta e seus alunos. Através desta ação, eles mostram que todos podem ser doadores”, enfatizou a assistente social.
Serviço
Para ser um doador de sangue é preciso estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos de idade, ter mais de 50 quilos e apresentar um documento oficial com foto. Os menores de 18 anos precisam apresentar o termo de consentimento assinado pelos pais ou responsável legal. O documento está disponível para download no site do Hemose: www.hemose.se.gov.br. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Estudantes aderem à ação de cidadania para doação de sangue no Hemose

Vitoria Batista Barreto, 16 anos, decidiu que queria ajudar a salvar vidas doando sangue. “As pessoas acham o gesto importante e legal, mas ainda espera alguém pedir, para vim doar”, declarou a estudante do curso de  informática, durante a ação da escola  Prepara Cursos, realizada Deano Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose).
No grupo de pouco mais de vinte participantes, Evany Messias Santos, 21 anos, contou que é doadora de sangue há cerca de cinco anos. “Comecei a doar nas campanhas do Colégio Leandro Maciel, depois não parei. Entendi a importância e também sou doadora universal, meu sangue é O negativo”, disse orgulhosa.
De acordo com a assistente social, Rozeli Dantas, as instituições estão bastante participativas. “A escola Prepara Cursos tem esse compromisso social e anualmente estimula a doação de sangue entre seus alunos, professores e funcionários. Para o hemocentro é uma atitude de muita valia, levando em consideração o alcance da campanha, quem não conseguiu doar saiu da unidade refletindo sobre o serviço”, declarou a gerente de Ações Estratégicas.
O Hemose permanece com a captação de doadores de todos os sangues fator Rh negativa. Segundo a gestora da área, a demanda nos hospitais por esses sangues aumentou. “Tem mais de duas semanas que as unidades hospitalares, têm buscado mais esse tipo de sangue. Temos um banco de dados com doadores regulares, mas ainda assim é importante que o cidadão que nuca doou sangue, mas é um O, A, B ou Ab negativo venha doar”, pediu Dantas.
Criterios
Para doar sangue, basta estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos e apresentar documento oficial com foto, válido em todo território nacional. No dia anterior a doação de sangue é preciso dormir pelo menos 6 horas, e não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecede o procedimento. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Visita técnica explica fluxos de doação e fracionamento do sangue no Hemose

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) recebeu estudantes do Centro de Ensino Grau Técnico para uma visita aos serviços de coleta, análise e fracionamento  do sangue. A atividade educativa além de apresentar a instituição visa estimular o ato regular de doar sangue.
Na primeira etapa da visita o grupo percorreu o ciclo do doador, passando pelos serviços de cadastro, pré-triagem, triagem clinica, coleta de sangue e hidratação do doador.  Na etapa seguinte, eles passaram pelos laboratórios de sorologia, imunodoador e receptor, produção e dispensação de sangue e hemocomponentes, para rede hospitalar. Por ultimo os estudantes conheceram o ambulatório do Hemose que presta atendimento a pacientes portadores de doenças hematológicas e os procedimentos para transfusões sanguíneas.
De acordo com a assistente social e gerente de Ações Estratégicas do Hemocentro, Rozeli Dantas, a visita proporciona conhecimento sobre a prática dos serviços ofertados a população. “Ao percorrer os setores e receber informações dos profissionais que trabalham nos laboratórios eles podem entender a importância do hemocentro para sociedade”, disse.
O professor Elinário Santos acompanhou os estudantes durante a visita. Ele ressaltou a importância da atividade extra sala. “A intenção é fazer essa associação conhecimento teórico ao pratico. Essa experiência é uma oportunidade de aprender através da vivência em todas as etapas que compõe o ciclo do sangue”, frisou.
Consciente da responsabilidade da atividade profissional, a estudante Maria José, avaliou como proveitosa a visita. “Hoje pude entender como funciona o serviço de doação de sangue. O processo compreende o trabalho de muitos profissionais até finalizar com a transfusão sanguínea do paciente no hospital”, comentou.
Atividades
Para realizar o agendamento de visitas técnicas, palestras, campanhas para doação de sangue e o cadastro de medula óssea é necessário entrar em contato com a gerência de Captação de Doadores do Hemocentro de Sergipe. A unidade funciona diariamente de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h. Mais informações através dos telefones: (79)3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Alunos do Centro de Excelência Vitoria do Santa Maria doam para ajudar colega

Para ajudar no tratamento de uma colega um grupo de estudantes do Centro de Excelência Vitória de Santa Maria em Aracaju, organizou uma caravana para doar sangue. A iniciativa realizada no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) visa colaborar com os estoques da unidade e despertar a cultura da doação regular de sangue entre a comunidade discente e docente.

Lorrana Araújo, estudante do 3º ano do Ensino Médio Contou que decidiu convidar os colegas de sala para ajudar a amiga em função da gravidade do quadro clinico da amiga. “Temos que nos colocar no lugar uns dos outros, acho que esse é o nosso papel enquanto cidadãos”, disse.

No grupo mobilizado pela adolescente solidária, prevaleceu o sentimento de ajudar a amiga internada para tratamento de saúde. “Foi minha primeira doação de sangue. No início fiquei apreensivo, mas a vontade de ver alguém próximo curada é maior que tudo”, ressaltou Jeferson Cirilo.

A gerente de Ações Estratégicas do Hemocentro de Sergipe, Rozeli Dantas, relatou a iniciativa dos estudantes são importantes para incentivar a doação de sangue entre os jovens. “Quando o Ministério da Saúde estabeleceu que a idade mínima permitida para a doação passou para 16 anos foi um avanço para o serviço. Através dessa mudança esse público juvenil compreendeu à importância da doação de sangue”, frisou ao pontuar. “Estamos sempre abertos para parcerias, precisamos fortalecer cada vez mais esse laço e mostrar para a população o significado da doação para manutenção da vida”, completou.

Autorização

Para doar sangue é preciso está bem de saúde, pesar acima de 50 quilos, ter entre 16 a 69 anos de idade. O público na faixa etária de 16 e 17 anos precisa apresentar o Termo de Consentimento assinado pelos pais ou responsável legal para realizar a doação de sangue. O documento está disponível na unidade no setor de cadastro ou para download no site do Hemose: www.hemose.se.gov.br. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Militares do 28º BC realizam doação de sangue em alusão ao Dia da Infantaria

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) recebeu um grupo com 40 recrutas do 28º Batalhão de Caçadores (BC) do Exército Brasileiro que colaborou com o serviço de doação de sangue. A ação além de reforçar os estoques da unidade tem como intuito marcar o Dia da Infantaria celebrado nesta sexta-feira, 24.
Conforme a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas, o apoio de voluntários e parceiros fidelizados ao serviço é essencial para manutenção do estoque de sangue da unidade. “Os militares de forma geral são parceiros da doação de sangue. E hoje de forma especial temos a doação feita por um público de jovens que estão prestando serviço militar”, destacou ao explicar que o sangue coletado na unidade atende a Hemorrede Estadual, composta pelos hospitais e maternidades da rede pública e convênios da rede privada.
A proposta da instituição militar é incentivar a doação de sangue como um ato regular e de responsabilidade social. “Sempre que os profissionais do Hemose entram em contato com o batalhão o comando pede voluntários para prestar esse apoio à causa e contribuir com a sociedade”, disse a sargento Andressa.
Paulo Sergio Campos Vasconcelos é recruta e doador de sangue regular. Para ele a ação da instituição militar é bastante. “A doação é importante estamos aqui praticando a solidariedade”, disse. O Recruta Gabriel Acioli palmeira Rabelo, efetuou a primeira doação de sangue. “Vim participar e agora entendi como é importante e simples”, comentou.
Critérios
Para doar sangue, basta estar em boas condições de saúde, ter entre 16 e 69 anos, pesar mais de 50 quilos e apresentar documento oficial com foto, válido em todo território nacional. No dia anterior a doação de sangue é preciso dormir pelo menos 6 horas, e não ingerir bebidas alcoólicas nas 12 horas que antecede o procedimento. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Juventude solidária de Ribeirópolis realiza campanha e doa sangue no Hemose

Em novembro de 2014, o Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) firmou uma parceria solidária para doação de sangue com o envolvimento de estudantes do Ensino Médio do município de Ribeirópolis. Na terça-feira, 21, cerca de 40 alunos dos Colégios João XXIII e Abdias Bezerra retornaram a unidade e colaboram com o serviço.
As turmas compostas por estudantes dos 2º e 3º anos foram recepcionadas pela equipe da gerência de Ações Estratégicas do hemocentro. “Eles estão de parabéns pelo gesto e por vim até o Hemose em Aracaju, praticar essa atitude que salva vidas. Queremos agradecer a parceria com as escolas e contar com o apoio de todos, pois esses jovens, serão os futuros doadores de sangue de Sergipe”, destacou a gestora do serviço, assistente social Rozeli Dantas.
Comprometido com a causa, o professor de Biologia, Henrique Costa de Andrade, é doador de sangue e um dos idealizadores da ação. Ele comentou que a proposta da campanha é envolver e estimular a cultura da doação entre os estudantes. “Sabemos o quanto é importante esse serviço, com essa ação conjunta despertamos o sentimento de responsabilidade social, através dessa aula prática de cidadania, que vai permitir que os nossos alunos compreendam a importância de serem voluntários”, salientou.
Os estudantes, Nathan Santana de Lima, 19 anos, Layuri Vitoria Lisboa de Jesus, 17 e Lucimário Lisboa Gois, 18 anos, contaram que decidiram participar da campanha por causa do incentivo do professor. “Ele sempre fala da doação de sangue e de como é necessário ajudar as pessoas em seus tratamentos. Estamos aqui com o mesmo sentimento, ajudar quem precisa”, resumiram os adolescentes.
Doação de sangue
Estão aptos a doar sangue candidatos em bom estado de saúde, idade entre 16 a 69 anos e peso acima de 50 quilos. Menor de 18 anos somente com termo de autorização dos pais ou responsável legal. É necessário apresentar documento de identidade original e com foto válido em todo território nacional, pode ser a carteira de identidade, de trabalho ou a de motorista. Mais isformações sobre o agendamento de campanhas, palestras, cadastro de medula óssea e visitas técnicas através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Hemose divulga doação de sangue durante palestra no Senac em Itabaiana

As palestras sobre a importância da doação de sangue representam um importante instrumento para divulgação e captação de doadores de sangue do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). Na segunda-feira, 20, a atividade realizada no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) unidade Itabaiana, reuniu cerca de 50 alunos dos cursos de auxiliar e técnico de enfermagem.
Na ocasião, a assistente social Rozeli Dantas, detalhou os critérios para doar sangue. Ela esclareceu que ao chegar ao hemocentro o voluntário precisa passar pelo ciclo do doador, iniciando no setor de cadastro onde são prestadas informações pessoais. Em seguida vem a pré-triagem, nesse serviço, o voluntário passa por verificação dos sinais vitais, medição da pressão arterial, altura, peso e faz um teste do hematócrito, que mede o nível de ferro no sangue.
Já na etapa da entrevista clínica, o cidadão responde um questionário sobre informações de hábitos de saúde. “Como estudantes da área de saúde é importante que vocês entendam que a doação de sangue deve ser um procedimento seguro para o doador e de proteção para o paciente que receberá o sangue, através da transfusão”, disse Dantas.
Durante as explicações técnicas relativas ao processo da doação de sangue, a enfermeira Florita Aquino, ressaltou que a fidelização de voluntários dispostos em doar, além de contribuir com o serviço, garante a qualidade do sangue. “Quando o dador é regular, significa também que se trata de um indivíduo que mantém hábitos saudáveis, dessa forma esse sangue apresenta uma boa triagem sorológica”, salientou.
Preparação
Para dia da doação o voluntário deve comparecer ao serviço bem alimentado, evitando alimentos gordurosos. Na noite anterior, deve ter um repouso mínimo de seis horas, não ingerir bebidas alcoólicas por 12 horas e evitar fumar por pelo menos duas horas. O serviço de coleta de sangue do hemocentro funciona diariamente de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h. Mais informações sobre os serviços, através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Parceiros do Hemose atuam na fidelização de doadores de sangue

O incentivo ao ato regular da doação de sangue vem ganhando o reforço de parceiros junto ao  Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). Um exemplo são as campanhas mobilizadas pelos líderes de grupos e movimentos engajados com a causa. “Iniciei esse trabalho no ano passado e retornamos agora no primeiro semestre com doadores e voluntários, que doaram sangue pela primeira vez nessa campanha”, destacou Anderson Santos da Silva.
Jeovanilson Lima Santos contou que decidiu colaborar com o serviço incentivado pelo amigo. “Ele já realiza outros trabalhos sociais e a doação de sangue envolve as pessoas em benefício da sociedade, por isso vim. Essa é uma causa justa”, declarou.  O colega de grupo, Felipe Santos Rocha, é doador de sangue e retornou ao hemocentro, para participar da campanha ‘Amigos de Anderson’. “Estamos aqui para salvar vidas”, resumiu.
A gerente de Ações Estratégicas do Hemose, Rozeli Dantas, explicou que as doações regulares, são essenciais para manutenção dos estoques de sangues, que diariamente abastece a rede hospitalar, responsável pelo atendimento da demanda transfusional de centenas de pacientes. Ela acrescentou ainda que as ações são instrumentos de incentivo as pessoas que querem doar e necessitam de algum estímulo.
“Todos os esforços das equipes são voltados para fidelização de doadores que contribuem com o serviço cumprindo os intervalos preconizados pela legislação do serviço de hemoterapia. O homem pode doar a cada dois ou três meses e a mulher a cada três ou quatro meses”, detalhou ao salientar que as campanhas mobilizam grupos com 20 a 50 participantes. “Essa reunião de pessoas colabora e divulga o serviço”, concluiu.
Doação de sangue
Estão aptos a doar sangue candidatos em bom estado de saúde, idade entre 16 a 69 anos, peso acima de 50 quilos. Menor de 18 anos somente com termo de autorização dos pais ou responsável legal. É necessário a apresentação de um documento de identidade original, com foto, válido em todo território nacional, pode ser a carteira de identidade, habilitação ou a carteira de trabalho. Mais informações sobre o serviço através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.