Acadêmicos de Farmácia visitam Hemose para conhecer serviços

Uma parceria que associa conhecimento teórico com prático reuniu no Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) acadêmicos do 6º período, do curso Farmácia da Universidade Federal de Sergipe (UFS).  Durante a visita técnica, o grupo conheceu os serviços realizados na unidade como, doação de sangue e atendimento ambulatorial a pacientes portadores de enfermidades do sangue, a exemplo da hemofilia, anemia falciforme, doença de Gaucher e Won Willebrand.

Acompanhados pela assistente social, Rozeli Dantas, os estudantes percorreram o cadastro, pré-triagem, triagem clínica finalizando na sala de coleta, setor onde é doado de 350 a 450 ml de sangue. A segunda etapa da visita foi nos laboratórios onde são realizados testes sorológicos, a separação dos componentes sanguíneos, plaquetas, hemácias e plasma e a dispensação do sangue para rede hospitalar do Estado.

Vale ressaltar que o procedimento da transfusão de sangue é precedido de testes para verificar a compatibilidade entre a bolsa de sangue no estoque da unidade com o receptor, paciente, que receberá o sangue. “São testes para identificar o tipo sanguíneo, fator Rh se é positivo ou negativo, de prova cruzada entre o doador e do receptor”, explicou a biomédica Ana Paula Prata, ao enfatizar que os serviços visam garantir a segurança do paciente.

Já o ambulatório da unidade atende pacientes com patologias do sangue e em tratamento de  leucemias, câncer e anemias crônicas. A enfermeira Elaine Cristina informou que os usuários são encaminhados pela rede de assistência do Sistema Único de Saúde (SUS) para tratamento, que requer equipe multidisciplinar.

“O Hemose é a referência para tratamento de pacientes hemofílicos e falcêmicos. Esse é um grupo que faz uso de medicação como fator de coagulação VIII ou IX, dentre outros. Esses medicamentos são

encaminhados pelo Ministério da Saúde e aqui no ambulatório, eles passam por consultas com médicos hematologistas e demais profissionais, como dentista, fisioterapeuta que fazem o monitoramento da doença e evolução do tratamento”, explicou.

Agendamento

Para realizar os serviços de agendamento para campanhas de doação de sangue, cadastro de medula óssea, palestras e visitas técnicas basta entrar em contato com o Serviço de Captação de Doadores. A unidade funciona diariamente de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Hemose: Mulheres da Igreja Internacional da Graça estimulam doação de sangue entre fiéis

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) recebeu nesta terça-feira, 19, o apoio do ministério ‘Mulheres que Vencem’, da Igreja Internacional da Graça de Deus. A ação com cerca de 50 participantes integrou a campanha Março – Mês das Mulheres para promoção e incentivo a doação de sangue entre o público feminino.
Para Josineide Alves de Sousa e Briza Karina Fontes dos Santos, o dia foi para servir ao próximo através da primeira doação de sangue. “É um sentimento de gratidão poder servir, principalmente, quando entendemos a palavra”, disseram. Luiza Valéria Alves Melo Amarante renovou a doação. “Jesus deu seu sangue por nós e podemos retribuir através desse gesto humano com nossos irmãos. Sangue é vida e Deus nos abençoa todos os dias com esse dom, para amar e ajudar uns aos outros”, declarou a doadora do sangue O positivo.
O pastor Vanderlei Duarte líder estadual da Igreja Internacional da Graça de Deus participou da ação coordenada pela esposa, Daniele Duarte. “Essa campanha da nossa igreja acontece em outros Estados e tem como propósito incentivar a doação de sangue entre as fiéis, além de levar a palavra de Deus”, comentou.
Durante o acolhimento a gerente de Ações Estratégicas, Rozeli Dantas, deu as boas vindas ao grupo ao elogiar a ação feminina.  “Essa campanha com a adesão de vocês é muito importante para chamar a atenção de outras mulheres sobre a doação de sangue”, destacou ao salientar. “No decorrer deste mês seguimos com outros momentos para ampliar a doação do segmento feminino no Hemose dos atuais 35% para 45%. Quero lembrar que a mulher não pode doar,  quando está gravida e durante um ano, do período de amamentação”, detalhou a gestora.
A doação de sangue é um ato simples, em que o voluntário deve estar dentro de alguns critérios determinados por normas técnicas do Ministério da Saúde (MS) que visam à proteção ao doador e a segurança de quem vai receber o sangue. Para doar, é necessário está em boas condições de saúde, ter entre 16 a 69 anos de idade, pesar acima de 50 quilos e apresentar  um documento oficial com foto, válido em todo território nacional. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Palestra sensibiliza funcionários da Vitoria Transportes para doação de sangue

A doação de sangue requer uma boa preparação. Para levar informações sobre o procedimento, a gerência de Ações Estratégicas do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) realizou uma palestra na Vitória Transportes, localizada no município de São Cristóvão, para sensibilizar os colaboradores sobre a importância do ato de doar. “Quero iniciar agradecendo o convite da direção que disponibilizou um horário para falarmos com todos vocês sobre a importância desse serviço vital para centenas de pacientes”, destacou Rozeli Dantas.

Durante a palestra, a assistente social enfatizou os critérios necessários para doação. “É preciso está em boas condições de saúde, ter entre 16 a 69 anos de idade, peso superior a 50 quilos e comparecer ao Hemose bem alimentado”, explicou Dantas ao ressaltar que a doação é diferente do exame, de sangue. “Na doação são coletados até 450 ml de sangue e no exame hemograma apenas 4 ml”, detalhou Dantas.

A parte técnica da atividade de conscientização sobre a doação de sangue, a enfermeira Florita Aquino, explicou a importância de não omitir informações relativas à saúde e o fracionamento da bolsa de sangue total em plaquetas, hemácias e plasma, componentes sanguíneos utilizados em cirurgias do coração, ortopédicas e para o atendimento de pacientes com leucemia e em tratamento oncológico. “Com essa sensibilização buscamos doadores regulares, que doem obedecendo aos intervalos, homem a cada dois meses e a mulher a cada três meses”, salientou a gerente de Coleta.

Na ocasião o gerente de Recursos Humanos da Vitória Transportes, Cícero Silva, destacou a necessidade dos cuidados com a saúde. “Esse momento foi importante para mostrar a importância de todos adotarem hábitos saudáveis que são necessários para uma boa qualidade de vida. Esperamos poder contribuir com o serviço e que os colaboradores possam de fato, se interessar e contribuir com a doação de sangue”, comentou.

Parceria

O Hemocentro Sergipe conta com um calendário mensal de atividades que visam aproximar o cidadão do serviço de doação de sangue, esse trabalho conta com a parceria de iniciativas individuais, de grupos e de instituições solidárias que apoiam o serviço. Com esse fim, a unidade disponibiliza agendamentos de campanhas para doação de sangue, cadastro de medula óssea, palestras e visitas técnicas. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Hemose retorna serviço de odontologia para portadores de doenças hematológicas

HEMOSE

O serviço de odontologia do ambulatório do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) retoma suas atividades a partir da próxima semana. Nesta sexta-feira, 15, um ato simbólico da entrega de novos equipamentos, com a participação de gestores e profissionais da unidade, marcou a reativação do atendimento de saúde bucal para pacientes portadores coagulopatias e hemoglobinopatias.

A unidade ambulatorial conta com um cadastro de cerca de 350 usuários para tratamento e acompanhamento da hemofilia, anemia falciforme, talassemia, doença de Gaucher e doença de Won Willebrand. O serviço de odontologia realiza os seguintes procedimentos, restaurações com amalgama e resina composta, limpeza, curetagem sub e supra gengival, extrações dentárias, aplicação de flúor, além de consulta sobre técnica de escovação e a correta higiene bucal.

“Esses pacientes passam por avaliação clinica com o médico hematologista, que verifica a necessidade da infusão da medicação que trata os sintomas das doenças. Após esse procedimento o usuário é encaminhado para o serviço de odontologia onde inicia seu tratamento bucal”, explica a odontóloga Sandra Pauferro.

De acordo ainda com Sandra a cavidade bucal é vascularizada o que aumenta as chances de hemorragia. “No caso do paciente hemofílico, para fazer extrações é necessário receber fator de reposição e, mesmo assim, pode ocorrer um sangramento. O uso da medicação é para ter um controle”, detalha a dentista, ao informar que o serviço cumpre protocolos estabelecidos pelo Ministério da Saúde (MS).

Conforme a superintendente da unidade de hemoterapia e hematologia, Erivalda Gonçalves Barreto, o retorno do serviço é fruto da somação de esforços da Fundação de Saúde Parreiras Horta (FSPH) que gerencia a unidade Hemose e da Secretaria de Estado da Saúde (SES). “Os gestores se solidarizaram com as necessidades dos usuários, para agilizar o retorno dos serviços de odontologia e, assim prestarmos um atendimento com mais conforto e humanizado levando em consideração as necessidades de cada indivíduo”, destacou.

Serviço

No ambulatório do Hemocentro de Sergipe o usuário passa periodicamente por avaliações médicas e laboratoriais, para receber transfusões de sangue e infusão de medicamentos. O trabalho é realizado por uma equipe multiprofissional com médicos hematologistas (especialista em sangue), pediatra oncológico, odontólogo, fisioterapeuta, psicólogo, assistente social, farmacêutico, dentre outros, e tem como objetivo controlar as doenças para proporcionar qualidade de vida. O serviço funciona diariamente de segunda a sexta-feira, no horário das 7h30 às 17h. Mais informações através dos telefones: (79)3225-8000 e 3225-8046.

 

Ação de beleza integra mulheres durante doação de sangue

O Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) realizou nesta quinta-feira, 14, uma ação de beleza destinada às mulheres que compareceram a unidade para colaborar com o serviço. A atividade social faz parte da programação relativa à campanha de Março – Mês das Mulheres, que tem como finalidade ampliar as doações da comunidade feminina dos atuais 35% para 45%.

Adriana Rodrigues da Silva e Maria José Faustino da Silva, que residem no município de Santana do São Francisco, elogiaram a iniciativa. “Tão bom chegar aqui e receber esse tratamento. Isso faz bem pra nossa mente e para o coração, pois somos valorizadas”, disse Silva, doadora do sangue O negativo.

Realizado em dois momentos a ação contou serviços de estética como massagem, revitalização facial, SPA das mãos, além de dicas de cuidados com a pele e maquiagem. A assistente administrativa, Joseilza Bomfim junto com as colegas do laboratório de Produção e Dispensação de Sangue e Hemocomponentes, aprovou a iniciativa. “Essa é uma atitude que mostra a importância com os cuidados diários com o nosso corpo. Isso acaba refletindo diretamente em uma boa doação de sangue”, destacou.

De acordo com a gerente de Coleta, enfermeira Florita Aquino, a ação também é uma forma de homenagear e agradecer as mulheres que estão sempre doando vida através da doação de sangue. “O Hemose tem um público feminino que já doa sangue e, agora queremos despertar o interesse daquelas que ainda não doam. Por isso convidamos todas as mulheres para conhecer o serviço e assim se tornar uma doadora regular de sangue”, justificou ao explicar que cada bolsa tem no máximo 450 ml de sangue e depois de separado, pode salvar até quatro pacientes.

Para se candidatar à doação de sangue é necessário ter entre 16 e 69 anos de idade, estar saudável, bem alimentado e apresentar um documento oficial e com foto. Os menores de idade devem apresentar o termo de consentimento assinado pelos pais ou responsável legal e anexar a cópia de documento oficial com foto do representante legal. O termo de consentimento está disponível no site www.hemose.se.gov.br.

Mais informações sobre os serviços de doação de sangue, cadastro de medula óssea,  palestras e hemotur, através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

Doador do Futuro do Hemose promove educação para doação de sangue

Cerca de 50 estudantes do Serviço Social do Comércio (SESC), unidade Siquera Campos em Aracaju, participou de uma visita técnica ao Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). A iniciativa integra o projeto ‘Doador do Futuro’ e tem como objetivo promover a conscientização do público infanto-juvenil sobre a importância da doação de sangue.

O Doador do Futuro é desenvolvido através de palestras educativas, visitas técnicas e atividades lúdicas nas escolas e tem como público alvo alunos na faixa etária de 10 a 16 anos de idade. Outra proposta do projeto diz respeito ao envolvimento de educadores, na formação de agentes multiplicadores para futuros doadores de sangue. “Com esse trabalho, o Hemose estimula a formação de adultos comprometidos com a solidariedade e com a vida do próximo”, ressaltou a assistente social Rozeli Dantas, gerente de Captação da unidade.

Durante a visita ao hemocentro o grupo passou pelo ciclo do doador, composto pelo cadastro, pré-triagem, triagem clinica e coleta. Em cada setor, os pré-adolescentes foram recepcionados por profissionais da saúde, como técnico de enfermagem, enfermeiros, biomédicos e médicos, que prestaram informações relativas aos procedimentos.

Na última etapa da visita, a sala de coleta, o grupo recebeu orientações sobre o processo de verificação do documento de identidade e a conferência do kit, utilizado  para coleta da bolsa, com até 450 ml de sangue. “Aproveitamos para explicar que todo o trabalho visa garantir a proteção do doador e a segurança do paciente que vai receber o sangue através da transfusão nos hospitais”, explicou a enfermeira Jaqueline Lima.

Doador do Futuro

O projeto é destinado para alunos do ensino Fundamental e Médio das escolas das redes pública e privada, além de instituições religiosas. O objetivo é levar informações para os professores sobre a doação de sangue e sua importância, para que eles repassem aos alunos em atividades em sala de aula. Mais informações sobre os serviços, através dos telefones: (79)3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174, além do e-mail: ssocial.hemose@fsph.se.gov.br.

Hemose: Visita sensibiliza estudantes para doação de sangue durante Carnaval

Nesta quarta-feira, 20, estudantes do curso técnico em enfermagem do Centro de Estudos Grau Técnico realizaram uma visita técnica ao Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose). O grupo conheceu o funcionamento dos processos de relativos ao ciclo do doador e as aéreas técnicas, onde o sangue passa por análises e testes antes da liberação dos hemocomponentes para transfusão nos hospitais.

“Esses momentos são importantes para estreitarmos os laços de parceria, onde colaboramos com o aprendizado dos alunos e fazemos a sensibilização sobre a importância de ser um doador regular de sangue”, destacou a gerente de Captação da unidade de hemoterapia, Rozeli Dantas.

Ela também aproveitou o momento para reforçar o convite para que todos possam colaborar  com o serviço durante o período que antecede o Carnaval. “Estamos nos aproximando do feriado prolongado da festa de Momo, e, todos os grupos que estão buscando informações, falamos da necessidade de aumentar as doações, para garantir os estoques de todos os grupos sanguíneos nesse feriado com grande movimentação nas estradas”, lembrou.

Durante a visita o grupo conheceu o laboratório de Sorologia. A biomédica Nealda Michelly Barbosa Ferro Lima explicou que o serviço realiza a pesquisa de algumas doenças infecciosas, a exemplo do HIV, Hepatite B e C, Doença de Chagas, HTLV e Sífilis. “Além dos testes sorológicos realizados no Hemose, tem ainda o teste do Acido Nucleico, de alta sensibilidade que diminui a janela imulógica para verificar a presença dos vírus da hepatite C e HIV. Esse  teste é encaminhado para o hemocentro da Bahia”, explicou a profissional.

Já o laboratório de Imunohematologia do Doador, a gerente do setor, a biomédica Ana Paula Prata, relatou que antes de qualquer transfusão de sangue são realizados testes para verificar a compatibilidade entre a bolsa de sangue doada com o paciente que passará pela transfusão. “Aqui é realizado testes como ABO, tipagem sanguínea, fator Rh e prova reversa. Os testes de segurança visam amenizar possíveis reações à transfusão sanguínea”, justificou.

Doação

Estão aptos a doar sangue candidatos em bom estado de saúde, idade entre 16 anos e 69 anos, peso acima de 50 quilos. Menor de 18 anos somente com termo de autorização dos pais ou responsável legal. É necessário portar documento de identidade original, com foto, válido em todo território nacional. Mais detalhes sobre o serviço de doação, palestras e hemotur, através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

Capacitação: Hemose leva orientações sobre protocolos para transfusão de sangue

A prescrição, preparação e a aplicação do sangue seguem protocolos que visam garantir a segurança transfusional do paciente. Com esse objetivo a gerência da Hemorrede do Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose), realizou na segunda-feira, 18, um treinamento sobre o ato transfusional, para enfermeiros e enfermeiros residentes no Hospital Universitário de Lagarto.

Na ocasião, o enfermeiro Rodrigo Damasceno ressaltou a necessidade do cumprimento dos procedimentos técnicos e fluxos para amenizar possíveis reações à aplicação da bolsa de sangue.  Segundo ele, a capacitação é um instrumento para preparar o profissional a fazer de forma correta as práticas sanguíneas, conforme preconizado pelas normas técnicas e legislações do Ministério da Saúde (MS) e Agência

Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 “É importante que cada unidade hospitalar que possui uma agência transfusional, também tenha um comitê multidisciplinar para discutir os processos que envolvem a hemoterapia”, pontuou ao ressaltar a importância dos registros técnicos. “O profissional deve fazer o monitoramento do paciente e deve está apto a fazer uma intervenção, no caso de haver uma reação a transfusão”, alertou o enfermeiro.

O treinamento cumpre o planejamento estratégico relativo ao Plano de Qualificação Estadual da Hemorrede. De acordo com a gestora do serviço, Mariamalia Newton Andrade durante as inspeções realizadas nos hospitais e maternidades é feito levantamentos das necessidades do serviço e dos profissionais. “Buscamos realizar um trabalho em parceria, o Hemocentro coordenador, responsável pela política de sangue noEstado e as unidades hospitalares, que prestam assistência direta aos usuários do Sistema Único de Saúde”, explicou.

Satisfeita pela parceria a enfermeira do Hospital Universitário, Luana Alves agradeceu a equipe pela oportunidade da troca de informações e, também de esclarecer dúvidas. “Esse momento foi muito positivo”, elogiou. “Quero, antecipadamente solicitar, outro treinamento para os profissionais do hospital, que não puderam se fazer presente, hoje em função das suas atividades no atendimento aos pacientes”, comunicou.

Cronograma

Os treinamentos para atualização e capacitação dos profissionais que trabalham diretamente com a infusão do sangue prosseguirão nos Hospitais Regionais de: Itabaiana, Propriá, Estância, Nossa Senhora do Socorro e Nossa Senhora da Gloria, dentre outras unidades de assistência e saúde.

Hemose inicia campanha de Carnaval para aumentar doações de sangue

Ampliar as doações de sangue no período que antecede o Carnaval, esse é o intuito da  campanha para captação de doadores realizada pelo Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) em parceria com os grupos e, demais voluntários fidelizados. A ação com o tema, “Antes de cair na folia. Doe sangue. Sua doação ajuda a Salvar Vidas”, busca despertar o sentimento de solidariedade e colaboração junto ao serviço.

“A ideia de forma geral é fazer com que as pessoas parem e reflitam sobre a importância da doação de sangue. O trabalho desenvolvido nesses períodos de feriados prolongado visa manter em níveis adequados, os estoques de todos os grupos sanguíneos O, A, B e Ab, positivo e negativo, para atendimento da demanda transfusional nos hospitais do Estado”, destacou a gerente de Captação de Doadores, Rozeli Dantas.

O projeto ‘UFS até no Sangue’, deu início a campanha de Carnaval do Hemocentro de Sergipe. ”Essa campanha visa estimular a doação de sangue mensalmente, através das redes sociais e do boca a boca com os estudantes na Universidade”, informou Samuel Silva Batista que junto com os colegas Harlley Xavier e André Augusto Fonseca Ferreira, coordena a iniciativa solidária com a adesão dos acadêmicos de física matemática, química industrial, dentre outros cursos do Centro de Ciências Exatas da instituição de ensino.

Brenda de Almeida Reis e Victor Gabriel Barreto dos Santos doaram sangue pela segunda vez na ação da UFS. “Começamos a doar no ano passado e hoje foi o retorno para ajudar  através da nossa doação a  todos os pacientes que precisam. Vamos vim sempre”, afirmaram os estudantes de física médica.

De acordo ainda com Rozeli todos os esforços são realizados para prestar atendimento aos pacientes. “Tem tratamentos em que o sangue é usado como um dos recursos terapêuticos nos tratamentos de pacientes”, disse. “Durante essas duas semanas que antecede a festa de Momo estaremos intensificando as ações, buscando sensibilizar e incentivar as pessoas para não deixar a doação para depois. Precisamos de todos os tipos de sangue agora”, enfatizou a assistente social.

Campanha

A Campanha de Carnaval se estende ate o dia 1º de março, e conta com um cronograma de campanhas com as participações dos grupos: Igreja Católica, UFS, Liga de Doadores, Família do Sangue, da Igreja Batista da Graça, projeto Mãos que Ajudam, da Igreja de Jesus dos Santos dos Últimos Dias, Jussama, Companhia de Fuzileiros, Esporte Clube Samambaia de Tobias Barreto, Igreja Universal e Moto Club Revilientes. Mais detalhes sobre o serviço de doação, palestras e visitas técnicas, através dos telefones (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.

 

 

Atletas ‘Divas Runners’ realizam desafio para incentivar doação de sangue

Realizado durante duas semanas junto ao Centro de Hemoterapia de Sergipe (Hemose) a ação, ‘ 2 º desafio Verão Divas’ chamou a atenção para conscientização sobre a importância, do ato de doar sangue regularmente entre os cidadãos. A iniciativa que foi organizada pelo grupo ‘Divas Runners’ reúne cerca de 180 mulheres corredoras comprometidas com o estilo de vida saudável.
De acordo com Raíssa Carolina Hora Santos, uma das Divas, o desafio verão criado no ano passado, contava com atividade nutricional e física, ambos orientados por profissionais das áreas. “Nesse segundo ano do desafio, ampliamos para realização de ações de filantropia como a doação de fraldas geriátricas, doação de água e roupas e também, a doação de sangue”, explicou ao contar. “Na questão do serviço de doação de sangue o desafio foi testar qual equipe mobilizava o maior número de voluntários aptos a doar”, revelou.
Ela informou ainda que a ação teve como propósito auxiliar a elevar a reserva de sangue no hemocentro de Sergipe. “A doação de sangue salva vidas. As pessoas precisam se conscientizar  que a doação deve ser um ato de amor e constância, ninguém sabe quando a gente ou alguém próximo pode precisar. Se houver uma urgência e não tiver sangue no estoque, infelizmente é uma vida perdida. Acho que todos precisam parar de condicionar  que a doação só deve ser feita quando alguém pede, porque nos caso de urgência poderá ser tarde demais”, ponderou a funcionária pública.
A enfermeira e gerente de Coleta do Hemose, Florita Aquino lembrou que as ações nesses períodos que antecede grande feriados alertam para necessidade da doação, por conta dos serviços de urgência e emergência da rede hospitalar.  “Estamos nos aproximando do feriadão do Carnaval e tem como caraterística momentos de muita agitação, bebidas e noites de sono perdidas. Por isso que o ideal é doar, antes de curtir a festa”, orientou ao salientar.  “Aqui na unidade trabalhamos com a atenção redobrada nesses momentos festivos, especialmente, quando se trata de uma festa com grande concentração e mobilização de pessoas, circulando por várias regiões do Estado”, concluiu.
Agendamento
Para realizar solicitações de campanhas para doação de sangue, cadastro de medula óssea, palestras e visitas técnicas é preciso entrar em contato com o Serviço Social do hemocentro, de segunda à sexta-feira, das 7h30 às 17h ou través do email: ssocial.hemose@fsph.se.gov.br. Mais informações através dos telefones: (79) 3225-8000, 3225-8039 e 3259-3174.